sexta-feira, 15 de maio de 2009

Preso lança candidatura na Argentina

Um grupo de deputados do Congresso Nacional da Argentina e de familiares de desaparecidos durante a ditadura militar do país impugnaram a candidatura de Luís Patti ao cargo de Deputado Nacional. Isso porque o candidato se encontra preso, à espera de julgamento por violações aos direitos humanos, há dois anos, e lançou-se à lista desde a prisão.Luís Patti, que é ex-prefeito da cidade de Escobar (a 50km de Buenos Aires), está preso no presídio de segurança máxima de Marcos Paz, acusado de sete crimes contra os direitos humanos. Patti foi candidato e criador do PAUFE (Partido Unidad Federalista), pelo qual foi eleito deputado em 2005, mas foi impedido pelos colegas de assumir o seu cargo na Câmara por ser acusado de "repressor", após uma longa seção no Parlamento.O PAUFE lançou esta semana a candidatura de Patti às portas da penitenciária e através de uma mensagem do líder do partido, que foi lida aos seus apoiadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário