quarta-feira, 13 de maio de 2009

Renault se junta com Ferrari e ameaça deixar F-1

A Renault engrossou o coro da Ferrari nesta quarta-feira e também divulgou um comunicado afirmando que deixará a F-1 no fim da temporada caso a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) não mude o regulamento previsto para o Mundial-2010, que institui regulamentos diferentes para as escuderias que adotarem ou não o teto orçamentário de 40 milhões de libras (cerca de R$ 129 milhões).Ontem, a Ferrari fez a mesma ameaça. BMW Sauber, Toyota, Red Bull e Toro Rosso também disseram que não pretendem continuar por conta da nova regra, que diz que o time que se submeter ao limite receberá vantagens técnicas, como utilizar asas móveis e contar com um motor sem limite de giros, além de poder testar seus carros durante todo o ano."Se as decisões anunciadas pelo Conselho Mundial [da FIA] no dia 29 de abril [que incluem o teto orçamentário] não forem revisadas, não temos chance a não ser abandonar o Mundial de F-1 no fim de 2009", disse o chefe da Renault, Flavio Briatore, no comunicado.

2 comentários:

  1. A Ferrari está decadente...após anos de hegemonia,agora sente-se pressionada. Será uma pena se ela realmente sair, praticamente perderá a graça a escuderia mais famosa detodos os tempos ausente nos GP´s.
    Maaaas, "cão que não ladra,não mostra sua insatisfação". Vamos esperar mais um pouco...
    .
    http://bloggalemdoqueseve.blogspot.com/
    .

    ResponderExcluir
  2. se isso acontecer a f1...irá perder seu brilho! apesar de que em minha opinião isso já aconteceu..depois da morte do senna eu parei de acompanhar a f1

    ResponderExcluir