sábado, 30 de maio de 2009

Vítimas da barragem estão passando necessidades

Mais de três mil pessoas estão à luz de velas em escolas e igrejas, transformadas em abrigos, e o socorro a vítimas do rompimento da barragem de Algodões, no Piauí, é feito na cidade de Piripiri, a 124 km de distância de Cocal. Na manhã deste sábado, os bombeiros acharam mais um corpo, aumenttando para 7 o número de mortes. Trata-se de uma adolescente de 16 anos, identificada como Maria Alexandra Pereira. É o segundo corpo achado no povoado de Franco. No fim da tarde de sexta, foi encontrado o corpo de uma menina de apenas 6 anos. Na cidade de Cocal, primeira atingida pela tromba d'água, começam a faltar roupas, alimentos e colchões para os que perderam suas casas. Pelo menos 500 moradias foram destruídas pelos 50 bilhões de litros d'água que avançaram sobre a cidade com o rompimento. A represa se esvaziou em uma hora. Boa parte do município continua sem luz e, na melhor das hipóteses, o fornecimento de energia começa a ser retomado na semana que vem. O governo afirma que uma equipe de assistentes sociais, médicos e enfermeiros visita os 14 povoados atingidos neste sábado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário