quinta-feira, 21 de maio de 2009

Wal-Mart veta disco de Green Day em suas lojas

O Green Day anunciou que a rede Wal-Mart não aceitou vender o último álbum do trio, "21st Century Breakdown", nos EUA, após a banda ter se recusado a editar o conteúdo do disco.
"O Wal-Mart se tornou a maior cadeia de varejo do país, mas eles não vão comercializar nosso álbum porque querem censurá-lo", disse o líder da banda, Billie Joe Armstrong, em entrevistas recentes. Nos EUA, o Wal-Mart vende versões editadas de álbuns com conteúdos considerados ofensivos, caso do último disco do rapper Eminem. Entretanto, Armstrong não considera que "21st Century Breakdown" seja um trabalho sujo. A porta-voz do Wal-Mart, Melissa O'Brien, disse que artistas e gravadoras têm liberdade para colocar nas prateleiras diferentes versões do mesmo álbum, o que possibilita a venda de discos sem o selo de advertência de conteúdo impróprio. A política do Wal-Mart impede que discos que contenham o selo de advertência sejam vendidos pelas milhares de lojas espalhadas pelos EUA. Primeiro disco da banda californiana desde o premiado "American Idiot", que criticava o presidente Geoge W. Bush e a Guerra do Iraque,"21st Century Breakdown" aborda temas como a perda da inocência e a confusão da sociedade contemporânea. O álbum chegou às lojas dos EUA na sexta-feira (15), alcançando o topo da lista da Billboard.

Nenhum comentário:

Postar um comentário