quarta-feira, 17 de junho de 2009

Crianças são chamadas para reconhecer pedófilos

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia do Senado inicia na manhã desta quarta-feira nova sessão de reconhecimento dos suspeitos de suposto abuso sexual contra dezenas de crianças da cidade de Catanduva, interior de São Paulo. Os suspeitos, entre eles um médico e um empresário, serão submetidos a reconhecimento por 52 crianças, que relataram ter sido abusadas ou assediadas.O reconhecimento será feito na cidade de São José do Rio Preto, a 60 km de Catanduva. As crianças serão levadas de carro, em grupos separados, para as sessões na Delegacia de Investigações Gerais (DIG). "Essa medida é para evitar que as crianças fiquem expostas como ocorreu no primeiro reconhecimento realizado em Catanduva. E também atende pedido dos promotores que acompanham o caso", disse o senador Magno Matla (PR-ES), presidente da comissão. Segundo Malta, na primeira sessão de reconhecimento realizada em Catanduva, as crianças ficaram expostas à imprensa e também não foram bem tratadas, ficando, inclusive sem alimentação adequada durante o dia. Além disso, segundo o senador, "a DIG tem uma sala especial para reconhecimento, que será acompanhado também pelos promotores do Grupo Especial de Ação e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Rio Preto".

Nenhum comentário:

Postar um comentário