quarta-feira, 24 de junho de 2009

Esquizofrenia: Sintomas e como tratar a doença

Segundo definição de Revista de Psicofisiologia, a esquizofrenia é um dos distúrbios mentais mais graves, que atinge cerca de 1% da população, principalmente entre 15 e 35 anos. Tal distúrbio é responsável pelo maior número de internações psiquiátricas. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam a doença como a terceira causa de perda da qualidade de vida entre pessoas de 15 e 44 anos. Atualmente, a esquizofrenia é retratada na novela global, 'Caminho das Índias', interpretado pelo ator Bruno Gagliasso e por Sidney Santiago.A esquizofrenia é uma doença crônica que se caracteriza por distúrbios do pensamento, com idéias de perseguição e perda das conexões lógicas, se manifestando tanto na linguagem falada como na corporal. Em outras palavras, esquizofrenia significa divisão, ou seja: a mente da pessoa cria uma separação entre o bom e o mau, o certo e o errado, como se os opostos fossem herméticos e não pudessem pertencer à mesma mente. É disto que provêm as alucinações, confundindo a pessoa do que é real ou não.Entretanto, comenta a psicoterapeuta, geralmente os primeiros sintomas são a dificuldade de concentração, prejudicando o rendimento nos estudos, além de tensão de origem desconhecida mesmo pela própria pessoa, insônia e desinteresse pelas atividades sociais com consequente isolamento. "Nos dias de hoje, os pais pensarão que se trata de drogas, os amigos podem achar que são dúvidas quanto à sexualidade, outros pensarão que são indagações existenciais próprias da idade", diz a especialista. Uma vez diagnosticada a doença, é melhor cuidar do paciente logo na fase inicial.Os antipsicóticos são os medicamentos mais indicados no tratamento da esquizofrenia e representam um grande avanço no tratamento da doença, com a redução das internações psiquiátricas e melhor integração dos pacientes à sociedade. No entanto, as atuações da psicoterapia e as técnicas escolhidas para o tratamento podem otimizar, efetivamente, os resultados quanto à redução dos sintomas. "Os medicamentos tratam as principais características da esquizofrenia, mas questões relacionadas diretamente ao convívio social da pessoa requerem tratamentos complementares, como a reabilitação psicossocial e a psicoterapia

8 comentários:

  1. Depois o pessoal fala mal das novelas. Querendo ou não elas têm um lado social importante!

    ResponderExcluir
  2. Nossa Paulo, eu pensava que essa doença só atingia pessoas acima dos 60 estou surpresa.
    Estou te seguindo
    Bjoss
    http://vic-vivendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Mto bom, as pessoas realmente precisam saber mais sobre este assunto!!!
    Adorei!!!

    ResponderExcluir
  4. Deve ser um inferno viver sem saber o q real ou não é. Me lembra aquele filme: "uma mente brilhante".

    Bem elucidativo.

    abç :]

    ResponderExcluir
  5. Uma das maiores dificuldades no que tange a saude mental é a luta antimanicomial. Muito ja se fez e muito ainda ha de se fazer para a humanização do tratamento dos pacientes psíquicos.

    ResponderExcluir
  6. Querido amigo avassalador...
    A gloria perez tem essa responsabilidade social em divulgar e esclarecer sobre temas polemicos e negligenciados ...Não assisto a novela, mas quando aparecem cenas com o jovem Bruno minha familia me chama pra ver... e me enche de perguntar sobre a doença.

    ResponderExcluir
  7. a esquizofrenia so tem. cura quando o paciente se trata. mas o remedio nao pode ser a unica soluçao
    os pisicologos e psiquiatra.deve tratar pacientes nao a base . de remedios mas sim a base de chas naturais. a ciencia ainda tem que estudar para poder controlar essa doença. a biblia a palavra de jeova me tem ajudado muito. e se pode garantir
    que estudos biblicos . anima o coraçao. e o lado
    do homem com deus e muito bom para o coraçao.george- paciente eaquizofrenico que ficou bom

    ResponderExcluir
  8. vou estudar medicina para estudar e curar essa doença. o governo deve investir nos jovem. para estudar. porque os jovem sao o futuro do brasil.

    ResponderExcluir