quinta-feira, 25 de junho de 2009

Heloísa Helena pode ser cassada

Um bate-boca rendeu à vereadora de Maceió Heloísa Helena (Psol) o primeiro processo por quebra de decoro parlamentar do legislativo da capital. A ex-senadora, eleita para a Câmara Municipal com o maior número de votos da história de Maceió (quase 30 mil), pode ser cassada pelo Conselho de Ética, caso as acusações contra ela sejam confirmadas pela maioria absoluta do plenário. Durante um bate-boca em plenário, a ex-senadora chamou uma colega de "porca trapaceira" e "ladra de prótese de criancinhas". "Se houver provas contra Heloísa, ela pode ser cassada. O caso será analisado", disse o presidente da Comissão, pastor Marcelo Gouveia (PR).
Na semana passada, Heloísa Helena, que é presidente da Comissão da Criança e do Adolescente, apresentou projeto que estendia, por mais três meses, o mandato de conselheiros tutelares em alguns bairros da capital. Ela alegava que uma liminar da Justiça havia suspendido a eleição e as crianças, em situação de risco social, poderiam ficar sem assistência, por causa do fim do mandato dos conselheiros. A proposta era estender os prazos de permanência dos conselheiros até que a questão judicial fosse resolvida. Tereza Nelma (PSB) não concordou com a proposta, defendeu a não renovação dos mandatos dos conselheiros, mas foi voto vencido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário