sábado, 27 de junho de 2009

Ladainha: com fim do diploma para Jornalismo, procura não deve mudar muito

O fim da exigência do diploma de jornalismo, determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), não deve afastar os alunos do curso nem provocar tão cedo mudanças nos currículos e no mercado de trabalho.A avaliação é de professores e coordenadores de alguns dos principais cursos de jornalismo do país. Por outro lado, eles apostam na oferta de mais pós-graduações na área justamente para atender às pessoas com outras formações. “É possível que caia [a procura], algumas pessoas são atraídas para uma carreira porque a profissão é regulamentada, mas não parece que será assim tão drástico”, avalia José Coelho Sobrinho, presidente da comissão de graduação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Coelho cita a procura pelo curso de publicidade e propaganda no vestibular da Fuvest no ano passado. Segundo ele, mesmo sem as empresas exigirem o diploma para o exercício dessa profissão, a relação candidato/vaga ficou em 40 % maior, por exemplo, que medicina, com 34 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário