segunda-feira, 22 de junho de 2009

Libertadas crianças que faziam trabalho escravo na Índia

Um total de 52 crianças escravas que trabalhavam no setor têxtil em condições sub-humanas foram libertadas nesta segunda pelas forças de segurança indianas, com a ajuda de uma ONG, em Délhi.O responsável pela organização Bachpan Bachao Andolan (BBA), Kailash Satyarthi, contou à agência Ians sobre a dificuldade da operação, devido ao difícil acesso aos lugares onde os menores trabalhavam, construídos próximos ao esgoto, sem ventilação, nem luz natural.
"Tivemos que caminhar por charcos de águas residuais para alcançar os quartos. As crianças trabalhavam dia e noite, a 44 graus, em quartos fechados e sem ventiladores", afirmou Satyarthi. Os menores eram obrigados a trabalhar entre 12 e 13 horas por dia, fazendo "zaris", um típico bordado do Sul da Ásia, feito com fios de ouro e prata e eram submetidos a surras de seu patrão. As crianças de 8 a 14 anos são dos pobres estados de Bihar, no norte do país e Madhya Pradesh e Chhatisgarh, no centro, e eram obrigadas a trabalhar para um empresário que pagava uma quantia insignificante às famílias para levar-los a Délhi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário