sábado, 13 de junho de 2009

Mahmoud é reeleito e causa manifestação para anulação da eleição

Por G1
Milhares de eleitores do candidato reformista Mir Hussein Moussavi se reuniram no centro de Teerã para pedir a anulação das eleições presidenciais desta sexta-feira (12), vencidas pelo atual chefe de Estado iraniano, o conservador Mahmoud Ahmadinejad. O clima na capital ficou tenso, e houve confrontos com eleitores do presidente reeleito, segundo a agência Reuters.Os manifestantes, que carregavam fotos de Moussavi e bandeiras verdes a cor da oposição , resistiam às tentativas da polícia de dispersá-los. "Este não foi meu voto", gritavam os eleitores insatisfeiros com a vitória de Ahmadinejad, que recebeu mais de 60% dos votos, segundo os resultados oficiais.Uma testemunha relatou ter visto dois homens sendo carregados após brigas. Segundo a Reuters, cerca de 2.000 pessoas sentaram no meio de uma rua gritando palavras de ordem e protestando contra o resultado. A polícia usou cassetetes para dispersar a multidão.
Após a apuração das cédulas, o presidente foi reeleito com 62,63% dos votos, segundo o ministro do Interior, Sadegh Mahsuli. Ahmadinejad recebeu 24.527.516 dos votos, contra pouco mais de 13 milhões (33,75%) do reformista Moussavi, que ficou em segundo lugar. Os outros candidatos não chegaram nem a 2%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário