quinta-feira, 11 de junho de 2009

Mais quatro aviões da Airbus fazem pouso de emergência

Dois aviões Airbus fizeram pousos de emergência devido a problemas técnicos nas primeiras horas desta quinta-feira, elevando a quatro o número de incidentes envolvendo aeronaves da empresa nos últimos três dias. No mais grave deles, um Airbus A330 da companhia aérea australiana Jetstar, com 203 pessoas a bordo, teve que fazer uma aterrissagem de emergência na ilha de Guam, no Oceano Pacífico, por causa de um incêndio na cabine de comando.
A aeronave do mesmo modelo do avião da Air France que caiu no Oceano Atlântico no dia 31 de maio fazia o trajeto entre Osaka, no Japão, e Gold Coast, na Austrália. Os pilotos teriam conseguido apagar o fogo antes de pousar, e nenhum passageiro ficou ferido. Ainda na manhã desta quinta-feira, um Airbus A320 da empresa russa Aeroflot fez um pouso forçado em Novosibirsk, na Sibéria, com 122 pessoas a bordo, por causa de uma rachadura no para-brisas. O avião voava entre Irkustk, no centro-leste do país, e Moscou. Na manhã da quarta-feira, outro Airbus foi obrigado a retornar ao aeroporto de Las Palmas, nas Ilhas Canárias, dez minutos após a decolagem, após ser detectado um problema no motor.

6 comentários:

  1. Desculpe a pergunta: mas qual a fonte destas notícias?

    abs!

    http://martonolympio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Um jornalista jamais revela a sua fonte, mas já que perguntou JB-Rio

    ResponderExcluir
  3. Qual pequena falha será colocada como uma grande ameaça agora para o Airbus. Até o aerolula tava na mira da crítica.

    ResponderExcluir
  4. Aviões caindo a granel e padres voando, aonde vamos parar?

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  5. Eu acredito que já ficou claro que o motivo do voo da Air France que caiu no Oceano Atlântico foi defeito mecanico! Por isso que eu quero me tornar um engenheiro aeroespacial! Eu iria ficar rico em tempos como este! =D

    AHuHAuA

    http://krids-cinetv.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. O caos aéreo tem várias causas. A falta de investimento na infra-estrutura dos aviões e na capacitação dos funcionários é uma delas.
    E quem precisa voar toda semana? TEm que correr o risco.
    Abs.

    ResponderExcluir