segunda-feira, 13 de julho de 2009

32 anos sem Elvis Presley

Elvis Aaron Presley foi um famoso músico e ator, nascido nos Estados Unidos da América, sendo mundialmente denominado O Rei do Rock, também conhecido pela alcunha de Elvis The Pelvis, apelido pelo qual ficou conhecido na década de 50 por sua maneira extravagante e ousada de dançar. Uma de suas maiores virtudes era a sua voz, devido ao seu alcance vocal, que atingia, segundo especialistas, notas musicais de difícil alcance para um cantor popular.Em 1958, Elvis foi para o exército, uma convocação real, facilmente descartável, porém aproveitada comercialmente por seu empresário para expandir sua faixa de público. Transferido, permaneceu na Alemanha de outubro de 1958 até março de 1960. Em agosto de 1958, o falecimento de sua mãe transformar-se-ia no marco mais dramático de sua vida. Elvis jamais voltaria a ser o mesmo no quesito pessoal. Ironicamente, nesse momento, Elvis é o maior ídolo mundial de todos os tempos.No dia 27 de agosto de 1965, Elvis e a banda inglesa The Beatles encontraram-se no âmbito doméstico, sem evidências, até agora, de qualquer produto áudio/visual relevante. A única imagem alusiva ao encontro de Elvis e Beatles é uma foto em que John Lennon aparece saindo da casa de Elvis. No documentário The Beatles Anthology, de 1996, os ex-beatles Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, confirmaram jamais terem tocado com Elvis, e que somente John Lennon o fizera. No mesmo documentário, Ringo, para os biógrafos confiáveis, a grande estrela da noite em simpatia e camaradagem geral, comentou ter jogado futebol com Elvis.A morte de Elvis Aaron Presley no dia de 16 de agosto de 1977, causada por colapso fulminante associado à disfunção cardíaca, surpreendeu o mundo, provocando comoção como poucas vezes fora vista em nossa cultura; inclusive no Brasil. Os fãs se aglomeraram em maior número em frente a mansão. As linhas telefônicas de Memphis estavam tão congestionadas que a companhia telefônica pediu aos residentes para não usarem o telefone a não ser em caso de emergência. As floriculturas venderam todas as flores em estoque. O velório aconteceu no dia 17. Alguns, dos milhares de fãs, puderam ver o caixão por aproximadamente 4 horas.Por volta das 3 da tarde do dia 18 a cerimônia para familiares e amigos foi realizada, com canções gospel sendo cantadas pelos "Stamps" (Grupo vocal gospel) e por Kathy Westmoreland (cantora), ambos fizeram parte do grupo musical de Elvis na década de 70. Após a cerimônia todos foram levados até o cemitério em limusines, logo em seguida o corpo de Elvis é enterrado. Mas para os fãs e apreciadores de artistas que viraram ícones, a morte física de Elvis pouco importa. E para seus admiradores, enquanto houver desejo e emoção, Elvis Presley viverá.

4 comentários:

  1. viva ELVIS!!! patriciapressley@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Sempre será o rei, mesmo depois de morto, nos videos de shows que ele fez, passava uma imagem carismática, romântica e envolvente.
    Procuramos substituí-lo, mas é em vão.
    Podem falar o que quiser, pois Elvis Presley será sempre o rei do rock´roll, músicas românticas e músicas gostosas de dançar, enfim, temos que guarda-lo na mente e no coração.
    Adoro fazer festa dos anos 60,70,80, porque as músicas eram ótimas, e geralmente qdo faço festa, os meus amigos convidam os amigos deles chegando a 300 pessoas e sempre me pedem pra fazer mais festas dessas. E claro que entra as músicas do meu ídolo.
    E as músicas dele vão passando de geração a geração. Pois passou do meu pai pra mim. E vão passar de mim p/ os meus filhos.
    Até mais....

    ResponderExcluir
  3. 32 ano sem o Rei!!! ='(
    ELVIS, OBRIGADA PELA SUA MÚSICA!!!
    NUNCA ME APAIXONEI POR UM ARTISTA ASSIM TÃO RÁPIDO =O
    SUA MÚSICA É ESPETACULAR, INFLUENCIOU MAIS QUE UMA GERAÇÃO INTEIRA!
    ELVIS, NÃO MORREU E JAMAIS MORRERÁ, VOCÊ ESTÁ EM NOSSOS CORAÇÕES!
    SAUDADES!!!!!!!! ='(
    DESCANSE EM PAZ MEU REI!!!

    ResponderExcluir
  4. ELVIS, AQUELE QUE SEMPRE SERÁ LEMBRADO.
    O MELHOR REI, O MAIS PERFEITO - ELVIS NÃO MORREU !

    ResponderExcluir