quinta-feira, 16 de julho de 2009

Dia de Nossa Senhora do Carmo, Recife está em festa

Nesta quinta-feira, os católicos de Recife comemoram o dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Carmo. Nossa Senhora do Carmo é a mãe que acolhe, que cuida dos seus filhos. O santuário é o retrato da cidade, nos bilhetes e orações afirma o Frei Sales, Provincial Carmelita do Nordeste, que coordena as atividades. Na noite de quarta-feira, o encerramento de uma novena marcou também a comemoração dos cem anos da proclamação de Nossa Senhora do Carmo como Padroeira do Recife. A cerimônia é um ritual diferente da missa. Os fiéis fizeram a leitura de textos bíblicos e cantaram salmos. As luzes da Basílica do Carmo foram desligadas e a igreja foi iluminada por velas. Um quadro com a representação da primeira imagem de Nossa Senhora do Carmo ficou no altar. O pedido para que Nossa Senhora do Carmo fosse considerada padroeira da cidade foi feito pelos próprios moradores na época em que o Recife estava em crescimento e o comércio se fortalecia, há um século. A Igreja Católica também passava por mudanças, uma reação a expansão de outras religiões. Desde de que o Brasil era colônia de Portugal, o protetor da capital de Pernambuco era Santo Antônio. Mas Nossa Senhora do Carmo também ganhava devotos. Em 1908 os fiéis , principalmente, os comerciantes, fizeram uma campanha para tornar Nossa Senhora do Carmo padroeira da cidade. No ano seguinte veio a resposta do Vaticano e no dia 15 de julho de 1909 foi publicada a decisão do papa Pio X, que proclamava Nossa Senhora do Carmo a padroeira do Recife. O conteúdo do documento foi gravado em uma pedra de mármore que fica na entrada da Basílica do Carmo, no centro da cidade. Mesmo com a decisão, Santo Antônio continuou como padroeiro da cidade, mas no calendário oficial, só é feriado no dia 16 de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário