sexta-feira, 10 de julho de 2009

Morre travesti do caso Ronaldo

Por G1
O corpo de André Luiz Ribeiro Albertini, de 22 anos, foi enterrado por volta das 10h15 desta sexta-feira (10) no Cemitério Santa Lídia, em Mauá, no ABC. Albertini, mais conhecido como a travesti Andréia Albertini, morreu após complicações causadas por pneumonia e meningite. Ela ficou conhecida após se envolver em um escândalo com o jogador de futebol Ronaldo em abril de 2008. Poucos familiares e amigos acompanharam o enterro, após toda a madrugada de velório no cemitério. A mãe de Albertini, a dona de casa Sônia Maria Ribeiro, de 49 anos, tentava suportar a perda. “Ninguém sabe o que estou sentido, talvez só quem já tenha tido a mesma perda.” A travesti morreu na manhã de quinta-feira (9) em um hospital de Mauá. Ela estava morando em um flat em São Paulo há dois meses. Para a mãe, Andréia não estava acostumada com o frio que enfrentou quando chegou. Além disso, uma forte depressão teria acelerado a doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário