quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Álcool e tabaco são mais perigosos que ecstasy e outras drogas

Por Uol Saúde
O álcool e o tabaco são muito mais perigosos que o ecstasy, a canabis ou o LSD, afirmou o principal assessor do governo britânico para questões de drogas, em um polêmico relatório divulgado nesta quinta-feira (29). O professor David Nutt, que também preside o Conselho Consultivo sobre o Abuso de Drogas, afirma que fumar maconha cria apenas um "risco relativamente pequeno" de causar uma enfermidade psicótica, comparado, por exemplo, com o risco de fumantes padecerem de câncer de pulmão. Seu estudo, elaborado para o Centro de Estudos de Criminologia e Justiça do King's College de Londres, propõe que todas as drogas, legais e ilegais, deveriam ser hierarquizadas de acordo com um índice de danos causados. Em sua classificação, o álcool seria a quinta substância mais maléfica para o organismo, depois da heroína, da cocaína, dos barbitúricos e da metadona. O tabaco ocuparia o nono lugar, à frente da canabis (11º), do LSD (14º) e do ecstasy (18º). "Ninguém está sugerindo que as drogas não fazem mal. É uma questão de escala e grau", explicou Nutt, catedrático de neuropsicofarmacologia do Imperial College de Londres. "Precisamos de um debate madura sobre o que buscam as leis sobre drogas, e se estão cumprindo sua função", acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário