sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Governador do Rio chama policiais responsáveis pela morte do líder do AfroReggae de vagabundos

Por Portal Terra
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), afirmou que os policiais que não socorreram o coordenador do AfroReggae, Evandro João da Silva, morto por assaltantes, são "vagabundos" e serão expulsos da corporação em rito sumário. As informações foram dadas por Cabral em entrevista exclusiva à revista Época. "Os vagabundos da PM que foram presos por não socorrer o coordenador do AfroReggae e roubar os objetos que estavam com os assaltantes - isso só aconteceu por conta da tecnologia, as câmeras instaladas na rua e no banco onde ocorreu o crime. Eles estão presos, serão expulsos da PM em rito sumário. Responderão criminalmente pelo que fizeram. Porque são bandidos, são marginais, criminosos. E temos vários outros policiais respondendo a processos, mesmo eu acreditando que a grande maioria tenha boa índole e queira ser reconhecida pela população", disse Cabral. De acordo com a Época, Cabral também disse que, no prazo de seis anos, quer acabar com as áreas do Rio de Janeiro que hoje são ocupadas por traficantes e milicianos. Para que isso aconteça, o governador disse que manterá a política de confronto. Para que isso ocorra, o governador afirmou que irá equipar melhor seus policiais, através de um convênio com o governo federal e também irá lutar pela unificação das polícias Civil e Militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário