quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Vaticano aceita padres anglicanos casados

Por Estadão
Em uma iniciativa para atrair em massa anglicanos tradicionalistas, o Vaticano anunciou ontem que facilitará o ingresso na comunhão católica de fiéis insatisfeitos com sua igreja por aceitar mulheres padres e bispos assumidamente gays. Uma nova entidade canônica permitirá que grupos de anglicanos "entrem em plena comunhão com a Igreja Católica enquanto preservam elementos do patrimônio espiritual e litúrgico anglicano", disse o cardeal William Levada, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, no Vaticano.A medida cria uma estrutura formal para supervisionar conversões, que antes eram analisadas caso a caso, incluindo as de padres anglicanos casados, que podem permanecer casados mesmo após se converterem ao catolicismo - sem, entretanto, a permissão para se tornarem bispos. Chamada de ordinariato pessoal (uma espécie de prelazia), a estrutura consistirá na supervisão de católicos locais por prelado convertido do anglicanismo para o catolicismo. Ele vai providenciar orientação aos que desejarem se converter - incluindo paróquias ou dioceses. Pelo regime, ex-anglicanos que se tornarem católicos podem preservar alguns elementos litúrgicos da missa anglicana, como hinos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário