terça-feira, 24 de novembro de 2009

Apesar de protestos, Nepal crucifica milhares de animais

Por Portal Terra
Apesar das súplicas de defensores dos animais, os devotos hindus do Nepal estão decididos a sacrificar entre esta terça-feira e amanhã dezenas de milhares de animais como oferenda à deusa Gadhimai. O sacrifício, que acontece a cada cinco anos, reunirá hoje cerca de cinco milhões de peregrinos no sul do país, mais da metade deles provenientes da vizinha Índia. "Há cinco anos, 12 mil búfalos de água foram oferecidos à deusa Gadhimai, e esperamos neste ano que sejam cerca de 15 mil", disse à Agência Efe o sacerdote do templo de Gadhimai, Mangal Chaudhary. Aos búfalos de água que serão sacrificados no primeiro dia do festival é preciso somar de 100 mil a 200 mil bodes que, segundo cálculos do sacerdote, morrerão também entre hoje e amanhã.
Este sacrifício de animais, provavelmente o maior do mundo, terá lugar em um espaço de três quilômetros quadrados no distrito de Bara (sul do país), mas os búfalos de água serão mortos em uma área ainda menor. As autoridades nepalesas enviaram 1,2 mil agentes para a região para evitar incidentes durante o rito. "As cabeças dos búfalos de água serão enterradas em fossas de 2,75 metros de profundidade nos limites do templo", descreveu o sacerdote. "A carne dos búfalos é dada como 'prasad' (oferenda) a qualquer devoto que a consumir", disse Chaudhary, acrescentando ainda que o comitê organizador vende as peles dos animais após o massacre. Habitualmente são as castas mais baixas que comem carne de búfalo, enquanto a de bodes é de consumo geral. O festival é celebrado há séculos, mas agora recebeu severas críticas de grupos defensores dos animais. A atriz francesa Brigitte Bardot, uma das mais famosas adeptas da causa, chegou a escrever uma carta ao presidente nepalês, Ram Baran Yadav, pedindo-lhe para que impeça um ritual classificado por ela como "cruel e desumano".

Nenhum comentário:

Postar um comentário