quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Puro Esporte: Lula e os esportes

Por Alisson Matos
Faltando menos de 1 ano para o fim do segundo mandato do presidente Luís Inácio 'Lula' da Silva ficam críticas e sobram elogios. O filho do Brasil é na minha visão o maior presidente da história do país, mas deixou a desejar em assuntos fundamentais para o desenvolvimento de qualquer nação. No esporte por exemplo, muito se disse e pouco se fez.Vossa Excelência teve Agnelo Queiroz, que fora o seu primeiro ministro dos Esportes. Queiroz levantava soluções para o endividado futebol tupiniquim. Saiu e pouca coisa foi feita. O atual ministro, o Sr. Orlando Silva deu continuidade ao projeto do seu antecessor. A maior aposta do governo era a Time Mania, esquema da loteria federal que geraria fundos para o pagamento de dívidas fiscais. Mas o projeto infelizmente não decolou. No esporte mais popular do Brasil os avanços foram pífios, se é que houve. O governo DEVERIA ter exigido dos cartolas a profissionalização na administração dos clubes. Poderia estipular metas à serem alcançadas. E a partir daí ceder bônus fiscais aos clubes. Seria um grande avanço e não dá para reclamar da falta de tempo, afinal são 8 anos de mandato.Nos esportes olímpicos pouca coisa mudou. O apoio dado é estritamente financeiro e a quantia chega a ser irrisória. Um exemplo é a ginástica olímpica. Volta e meia grandes atletas se queixam da total falta de apoio. Diego e Daniele Hipólito reclamam da falta de patrocínios. E quem perde com isso é só o esporte nacional. O governo DEVERIA ter criado fundos e destiná-los ao sofrido esporte olímpico brasileiro. Outro ponto fraco são os poucos projetos sociais relacionados ao esporte. Não há nada mais integrador, interagente do que o esporte. Um projeto contundente seria de suma importância para igualdade social, afinal a prática de esportes igualam todos. Negros, brancos, pobres e ricos estão no mesmo patamar numa partida de futebol ou num jogo de vôlei, por exemplo. O esporte é algo democrático. O único projeto social esportivo que tenho notícia é o programa 2º Tempo, que sofre sérias acusações de desvio de verbas.Um projeto social abrangente DEVERIA ter sido consumado para formarmos nossos futuros atletas.A maior virtude do governo foi ter trazido os dois maiores eventos esportivos do planeta para o Brasil. É bom, mas DEVERIA ter sido melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário