segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Manuel Zelaya é tirado à força de Honduras e Gripe Suína invade o mundo

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo (28) que está preocupado com a situação em Honduras, e pediu "respeito às normas democráticas, ao império da lei e aos fundamentos da Carta Democrática Interamericana". "Estou profundamente consternado por relatórios que chegam de Honduras sobre a detenção e expulsão do presidente [Manuel] Zelaya", afirmou Obama. "Assim como a Organização dos Estados Americanos (OEA) fez na sexta-feira, peço a todos os atores políticos e sociais em Honduras que respeitem as normas democráticas, o império da lei e os fundamentos da Carta Democrática Interamericana", completou o governante dos EUA em comunicado. O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, afirmou que se encontra na Costa Rica e que foi vítima de um "sequestro brutal" por parte de um "grupo de militares" de seu país. O governo da Costa Rica confirmou que o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, está a salvo em território costarriquenho, na condição de "hóspede", após ter sido detido e tirado à força de seu país por militares.
O número de casos de gripe suína confirmados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) praticamente dobrou nas últimas 24 horas e agora chega a 615, incluindo 17 mortes em 15 países. Só o México reportou 397 casos confirmados de infecções humanas causadas pelo novo vírus, sendo que 16 deles resultaram em morte, informou a organização. Os Estados Unidos informaram oficialmente de 141 casos, incluindo a morte de um bebê de 23 meses, que era mexicano e passava férias no Texas. Seguem com casos confirmados, mas sem mortes: Canadá (34), Espanha (13), Reino Unido (13), Alemanha (4), Nova Zelândia (4), Israel (2), Áustria (1), Holanda (1), Suíça (1), China - (1, em Hong Kong), Dinamarca (1), França (1) e Coreia do Sul (1).

Nenhum comentário:

Postar um comentário