sábado, 23 de janeiro de 2010

Celebridades se reúnem em show beneficente para o Haiti

Por BBC Brasil
Dezenas de grandes nomes da música e do cinema internacionais participaram na noite desta sexta-feira de um show beneficente para ajudar as vítimas do terremoto da semana passada no Haiti. O evento de duas horas "Hope for Haiti Now" (Esperança para o Haiti Agora) foi organizado pelo ator George Clooney e pelo rapper Wyclef Jean, nascido no país caribenho. Entre os músicos que se apresentaram estavam Madonna, Jay-Z, Bono, Beyoncé, Sting, Shakira, Bruce Sprinsgteen e Stevie Wonder. O evento contou também com a presença de atores como Leonardo Di Caprio, Denzel Washington e Nicole Kidman. As apresentações, realizadas em Nova York, Los Angeles e Londres, foram transmitidas ao vivo pelas principais redes de TV americanas. O evento contou também com retransmissão para o mundo todo pela internet. Além das doações recebidas dos telespectadores durante o programa e pelo site www.hopeforhaitinow.org, as músicas apresentadas durante o show serão vendidas pelo iTunes.
Todos os lucros obtidos com a produção serão revertidos para fundos de ajuda para o Haiti. Estima-se que até 200 mil pessoas tenham morrido em consequência do terremoto do dia 12 de janeiro. Organizações internacionais afirmam que até 3 milhões dos 9 milhões de habitantes do Haiti tenham sido afetadas de alguma maneira pelo tremor. "Há um grande mundo lá fora, e todos nós temos muita responsabilidade de cuidar das pessoas que não podem cuidar delas mesmas. Então o que podemos fazer é primeiramente e principalmente arrecadar doações", afirmou George Clooney. "Se eu achasse que nós pudéssemos todos pegar em pás e ir para lá para ajudar sem atrapalhar, acho que muitas pessoas fariam isso", disse Clooney, que doou US$ 1 milhão durante o programa. Leonardo Di Caprio também enviou um cheque de US$ 1 milhão para o Clinton Bush Haiti Fund, criado em conjunto pelos ex-presidentes americanos Bill Clinton e George W. Bush. BBC Brasil. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário