quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Chuvas deixam mais de 23 mil pessoas fora de casa no Estado de SP e 64 mortos

Por Folha Online
As fortes chuvas que atingem parte do Estado de São Paulo já provocaram 64 mortes, desde o início de dezembro, e fizeram com que mais de 23 mil pessoas deixassem suas casas. Também são registradas 26 cidades em situação de emergência e duas em estado de calamidade pública. De acordo com o balanço divulgado nesta quarta pela Defesa Civil Estadual, as duas últimas mortes confirmadas em decorrência das chuvas são de um homem que foi atingido por um raio em Bofete (192 km de SP) e de uma mulher levada por uma enxurrada em Campinas (94 km de SP). A maior causa de mortes é o deslizamento de terra, que já matou 41 pessoas. Por volta das 11h40 de hoje, duas vítimas permaneciam desaparecidas nas cidades de São Roque e Alumínio. De acordo com os bombeiros, as duas vítimas foram levadas por enxurradas entre a tarde e a noite de ontem. As buscas continuam. Já as cidades afetadas totalizam 135, sendo que 26 decretaram emergência. São elas: Atibaia, Bofete, Bom Jesus dos Perdões, Caieiras, Caiuá, Capivari, Chavantes, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Inúbia Paulista, Lucélia, Lourdes, Manduri, Mineiros do Tietê, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Pracinha, Presidente Venceslau, São José do Rio Preto, São Lourenço da Serra, Santo André, Santo Antônio do Pinhal e Sumaré. Além disso, estão fora de suas casas 23 mil pessoas, sendo cerca de 18,6 mil desalojados estão em casas de amigos e parentes-- e 4.700 desabrigados, ou seja, dependem de abrigos públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário