segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Com Sebastián Piñera, direita volta ao poder no Chile

Por G1
O empresário direitista Sebastián Piñera, novo presidente do Chile, pediu “unidade” para enfrentar os problemas do país em sua primeira aparição pública depois de vencer as eleições presidenciais deste domingo. “Nosso país necessita, hoje mais do que nunca, de unidade. Os problemas que enfrentamos hoje em dia são muito grandes e desafiantes, e precisamos de unidade”, disse Piñera a Eduardo Frei, seu rival, em um encontro em que os dois estavam acompanhados por suas famílias. Frei, que reconheceu cedo sua derrota, admitiu que “o novo governo abre novas expectativas para muitos chilenos” e desejou a Piñera “pleno êxito em seu governo”."Quero felicitar Sebastián Piñera. A maioria dos chilenos lhe deram sua confiança para que conduza os destinos do país pelos próximos quatro anos, e desejo êxito em sua gestão", reconheceu o candidato derrotado. Até o final da noite deste domingo (17), Piñera tem 51,6% dos votos e Frei tem 48,4%, com 99% das urnas apuradas. As urnas começaram a ser fechadas e os votos apurados às 17h de Brasília. Em uma jornada eleitoral sem sobressaltos, mais de 7 milhões de chilenos foram convocados às urnas após o primeiro turno, realizado em 13 de dezembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário