domingo, 24 de janeiro de 2010

Conscientização: País acaba com apenas 2% das sacolas plásticas em 2009

Por Caroline de Carvalho R7
O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, comemorou no ano passado a redução de 280 milhões de sacolas plásticas no país, resultado dos seis meses da campanha do governo “Saco é um saco”,cujo objetivo é incentivar os consumidores a carregar suas compras em sacolas feitas de material reciclável. O número parece alto, mas corresponde a apenas 2% do total de 14 bilhões de sacolinhas plásticas utilizadas por ano no país. Para o Ministério do Meio Ambiente, a quantidade não desanima porque a meta da campanha era conscientizar os consumidores e, sendo assim, cumpriu seu objetivo. Nos últimos anos, as sacolas plásticas viraram vilãs do meio ambiente porque poluem e não podem ser recicladas. Muitas delas acabam indo parar nos lixões, córregos, ajudam a agravar os problemas de enchentes nas cidades e chegam até a causar a morte de animais marinhos. A coordenadora técnica da campanha do ministério, Fernanda Altoé Daltro, disse que a estimativa é que 100 mil animais morram por ano engasgados com sacolas plásticas ou presos nelas (veja fotos da campanha). As tartarugas marinhas adoram comer água-viva, que são muito parecidas com sacos plásticos e acabam morrendo engasgadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário