quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

É Tudo Improviso deve virar programa fixo na Band

Por Daniel Castro
Planejado inicialmente como uma atração tapa-buraco, para cobrir as férias do humorístico CQC, É Tudo Improviso tem tudo para se tornar fixo na programação da Band. A direção da emissora irá tomar a decisão de continuar a produzi-lo ou não após a exibição do quinto programa (dois já foram ao ar), ou seja, logo após o Carnaval. Mas se mantiver a audiência que conquistou na última segunda-feira (4,4 pontos), É Tudo Improviso dificilmente morrerá neste verão. A expectativa, na Band, é de audiência maior nas próximas edições. A favor da continuidade do humorístico, há ainda seu apelo comercial ele já conta com dois grandes anunciantes, Coca-Cola e GM. Se for efetivado na programação da Band, É Tudo Improviso terá um novo dia de exibição. As segundas-feiras continuarão com o CQC. O programa traz atores de teatro que improvisam diálogos em situações e jogos pré-determinados. Trata-se de um formato novo para as grandes redes brasileiras, mas não inédito. No mercado internacional, já existe até manual com catálogo de jogos para programas de improviso. No Brasil, a MTV foi a primeira a apostar no formato, com o Quinta Categoria. Do programa da MTV, o da Band pegou o grupo Os Barbixas (Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento e Elídio Sana) e acrescentou um mestre-de-cerimônias (Marcio Ballas) e os atores Marco Gonçalves, Cristiane Werson e Marianna Armellini, além de uma banda e um cenário colorido, que “briga” com o que acontece no palco.

Um comentário:

  1. TEM TANTO LIXO POR AI NA TV, COMO BIG BROTHER SEM CULTURA NENHUMA. O 'É PURO IMPROVISO' ALÉM DE DINÂMICO NÃO PRECISA USAR DE APELAÇÃO PARA TER AUDIÊNCIA. PRECISA VIRAR PROGRAMA FIXO SIM.

    ResponderExcluir