quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Candidato ao Oscar, Colin Firth diz que atores gays se arriscam muito

Por O Globo
Para o ator Colin Firth, indicado ao Oscar deste ano pelo papel do acadêmico homossexual George Falconer em "Direito de amar", atores gays assumidos correm muito risco de perder trabalho. Firth declarou, durante a première do filme de Tom Ford em Londres, que ainda existem "barreiras invisíveis" que os atores gays ainda sofrem para ultrapassar. Podem existir riscos para os atores que se assumem. A política em torno disso é muito complexa, no meu ponto de vista. Se você é conhecido como um cara heterossexual, é premiado por fazer um papel gay.Mas se você for gay e quiser interpretar um personagem hétero, não consegue o papel. E se um gay quer um papel gay, também não consegue explicou. O ator disse acreditar que essa questão precisa ser levantada, para tentar reverter essa situação: Deveríamos poder interpretar qualquer papel, mas acho que ainda existem barreiras invisíveis que ainda são intransponíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário