sábado, 13 de fevereiro de 2010

Jogos de Inverno em Vancouver teve abertura emocionante

Por Globo Esporte.com
Poucas horas antes da cerimônia de abertura, a morte trágica do atleta georgiano Nodar Muaritashvili lançou uma sombra de apreensão nas Olimpíadas de Inverno. A festa para 55 mil pessoas no estádio coberto BC Place, no entanto, soube contornar a dor e, com uma homenagem da delegação do país e um belo espetáculo de imagens, arrancou sorrisos das equipes e do público em Vancouver. Durante três horas, a cerimônia uniu momentos comoventes, como a entrada dos atletas da Geórgia, a outros descontraídos, como os shows musicais e as impressionantes projeções no chão do estádio. A delegação brasileira não conseguiu conter os sorrisos, sob a liderança da snowboarder Isabel Clark, que carregou a bandeira do país. Foi o snowboard, por sinal, que abriu a festa. Um atleta da modalidade saltou no meio dos aros olímpicos e desceu uma rampa de gelo montada perto da arquibancada, para delírio dos espectadores. Pouco depois, quatro totens gigantes se ergueram no centro do estádio, e atores tomaram o palco representando os povos indígenas que habitavam o Canadá antes da colonização. O Brasil foi o 14º quarto país a entrar no BC Place, e a delegação de cinco atletas se multiplicou com a presença de treinadores e outros integrantes das comissões. Isabel Clark carregava a bandeira, seguida por Jaqueline Mourão, Leandro Ribela (os dois do esqui cross country), Jhonathan Longhi e Maya Harrison (ambos do esqui alpino). Todos vestiam agasalhos brancos com detalhes em verde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário