sexta-feira, 19 de março de 2010

Produtor e ex-namorado pede US$30 mi em ação contra Lady Gaga

Por Reuters
Um ex-produtor de Lady Gaga está processando sua antiga protegida por mais de 30 milhões de dólares, afirmando ter ajudado a cantora a fazer sucesso mas não ter lucrado com isso depois que o namoro deles chegou ao fim. Em sua ação, aberta na quarta-feira na Suprema Corte do Estado de Nova York, Rob Fusari afirma que foi a figura-chave na transformação da jovem ambiciosa Stefani Germanotta no fenômeno pop que ela é hoje, tendo até ajudado a cunhar seu nome artístico, Lady Gaga. Mas, quando o romance deles terminou, Fusari teria sido excluído do contrato de Lady Gaga com uma gravadora, não teria recebido os royalties aos quais teria direito sobre suas vendas musicais subsequentes e não teria recebido o valor integral dos honorários de produtor que lhe eram devidos. "Todas as relações de negócios são pessoais", diz a ação. "Quando essas relações pessoais viram relações românticas, qualquer relacionamento comercial correspondente geralmente segue a mesma trajetória, de modo que, quando uma das relações acaba, todas são prejudicadas. Foi o que aconteceu aqui."Fusari alega que um contrato fechado em 2007 entre a empresa Mermaid Music LLC, de Lady Gaga, e a gravadora Interscope lhe dá direito a 20 por cento dos lucros, uma parcela do merchandising e outras receitas. Ele também pede royalties e honorários de produtor que afirma nunca terem sido pagos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário