quinta-feira, 6 de maio de 2010

Belas Artes corre o risco de fechar até julho

Por Ana Paula Sousa
O Cine Belas Artes, um dos mais tradicionais cinemas de São Paulo corre, de novo, o risco de baixar as portas. "Já procuramos umas 20 empresas, mas, até agora, não conseguimos nenhum patrocínio para o lugar do HSBC", diz André Sturm, um dos sócios do Belas Artes. O banco, que tinha atrelado sua marca ao espaço em 2004, rompeu o contrato no final de março. "Se a gente não conseguir um patrocínio até julho, fecho o cinema até o final do ano", diz. Remanescente dos tempos em que os cinemas ficavam na rua, e não nos shoppings, o Belas Artes foi escolhido, pelo Guia da Folha, este ano, como o detentor da melhor programação de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário