segunda-feira, 3 de maio de 2010

EUA, Inglaterra e França boicotam discurso de Ahmadinejad na ONU

Por G1 e AI
O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, pediu nesta segunda-feira (3) na ONU que os países que ameacem usar armas atômicas sejam punidos. Ahmadinejad falou durante encontro dos 189 signatários do Tratado de Não-Proliferação Nuclear. Segundo ele, "considerar qualquer ameaça de usar armas nucleares ou atacar instalações nucleares pacíficas são um desrespeito à paz e à segurança internacionais". Ee também exigiu a criação de um órgão independente mundial para fixar uma data-limite para a eliminação de todas as armas nucleares. As delegações dos EUA, do Reino Unido e da França saíram da sala da Assembleia Geral durante a fala do presidente iraniano. Apesar de o iraniano não ter citado os EUA, a declaração foi interpretada como uma alusão aos americanos. Além disso, Ahmadinejad pediu a suspensão dos Estados Unidos da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão responsável por supervisionar e regulamentar as atividades nucleares no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário