sexta-feira, 2 de julho de 2010

Estreia nos cinemas O Pequeno Nicolau

Por Agência Estado
O diretor Laurent Tirard já contou como foi emocionante, para ele, a sessão de O Pequeno Nicolau no Rio, durante o recente Festival Varilux do Cinema Francês. O filme foi exibido para a comunidade, na favela do Vidigal. O meio social não podia ser mais diferente e as crianças do Vidigal riram e até choraram com Nicolau, como a garotada francesa, que transformou o filme em um grande sucesso no país de origem, com mais de cinco milhões de espectadores. O filme, que estreia hoje no país, tem ação, humor, atores perfeitos. Sandrine Kiberlain, a Madomoiselle Chambon, disse que seu papel de professora não lhe oferece o mesmo potencial do filme de Stéphane Brizé, mas foi maravilhoso dar vida a um personagem que faz parte do patrimônio cultural francês. E sua filha de dez anos adorou O Pequeno Nicolau. - É o filme que eu gostaria de ter visto aos dez anos. Nos livros, Nicolau vive num mundo ideal, resguardado pela família. Mesmo a experiência da escola parece muitas vezes idealizada, tudo de forma a compor uma visão idílica da infância. Era o que Tuirard queria evitar. Sem trair o personagem nem o espírito dos livros, ele tenta criar um conceito mais contemporâneo do que seria o garoto típico, não ideal. Milhões de franceses aprovaram o resultado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário