sábado, 17 de julho de 2010

Parentes de vítimas se reúnem 3 anos após o acidente que matou 199 pessoas da Tam

Por G1
Três anos após o maior acidente aéreo ocorrido em solo brasileiro, parentes das vítimas do voo JJ 3054 da TAM se reúnem neste fim de semana com representantes da Prefeitura para decidir o que será feito no local do acidente. Na noite do dia 17 de julho de 2007, a aeronave que cumpria o voo de Porto Alegre a São Paulo saiu da pista do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, passou por cima da Avenida Washington Luís, uma das mais movimentadas da capital, e se chocou contra um prédio da mesma empresa aérea, localizado do outro lado da via.No total, 199 pessoas morreram.O prédio da TAM, o posto de gasolina e as casas que ficavam no local atingido foram demolidos. Na área de aproximadamente 400 mil metros quadrados, que fica bem em frente à cabeceira da pista, ainda está vazia e fechada por tapumes azuis. Segundo a Prefeitura, nada foi feito até agora no local porque apenas no último dia 6 foi feita a desapropriação da parte do terreno onde ficava o posto de gasolina. O objetivo é que aqui seja construída uma praça em homenagem às vítimas do acidente. Ainda não se sabe como será essa praça. O que é certo é que a árvore em forma de v que para os familiares simboliza vida é a única coisa que será preservada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário