domingo, 25 de julho de 2010

Piers Morgan substituirá Larry King na CNN

Por Fernando Duarte
A história de Piers Morgan só não é de contos de fada porque ele nunca passou fome ou precisou lavar pratos na cozinha de algum pub de Londres. Porém, o anúncio de que o jornalista britânico, de 45 anos, será o substituto do lendário Larry King no programa de entrevistas da rede CNN nem por isso deixa de representar uma guinada extrema numa carreira que parecia destinada a depender do populismo televisivo. Também foi surpreendente pelo fato de que está longe de haver uma infinidade de casos de sucesso de súditos de Elizabeth II no jornalismo americano. Mas a maior surpresa está na segunda chance dada a Morgan, que embora seja conhecido pelas participações em programas de auditório no Reino Unido e nos EUA, ficou mais famoso como o editor do tabloide "Daily Mirror'' demitido sumariamente por publicar fotos falsas de tortura de prisioneiros iraquianos por soldados britânicos, em 2004, e como alvo de uma investigação por uso de informação privilegiada em operações na Bolsa de Valores de Londres. Agora, no entanto, Morgan se prepara para assumir um dos programas de maior audiência da TV americana, que por estar posicionado no horário nobre das 21h é uma isca hipnótica para uma gama de entrevistados. Ainda que a tarefa de substituir o carismático King, que se aposentará depois de 25 anos à frente do show, deva estar lhe gelando o estômago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário