sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Dan Stulbach e Danton Mello estão em adaptação de Hitchcock para o teatro

Por Gustavo Fioratti
Foto: Erik Almeida
"Os 39 Degraus", do dramaturgo inglês Patrick Barlow, é um exemplo típico de teatro que tateia a linguagem do cinema. Só que, neste caso, o espetáculo que estreia hoje no teatro Frei Caneca faz dessa aproximação uma grande anedota. A primeira piada está na concepção da peça: adaptar um thriller de 1935 de Alfred Hitchcock, cena por cena, para o palco. "E nem é uma das grandes obras de Hitchcock, o que deixa a coisa ainda melhor", diz o diretor Alexandre Reinecke.A atmosfera noir do filme, que naquela época dava vigor a uma história policial, nessa releitura tende ao pastelão da linha Monty Python. Dan Stulbach faz o mocinho da história, um homem que passa a ser perseguido por uma organização criminosa na noite em que abriga em seu apartamento uma agente secreta sedutora. Inclusive as cenas de perseguição são transpostas ao palco com o protagonista correndo pelas ruas e pulando de trens em movimento. "Tudo isso acaba numa grande brincadeira sobre as linguagens do teatro com o uso de técnicas do melodrama, da mímica, do teatro de sombras", afirma Reinecke.
OS 39 DEGRAUS
ONDE: teatro Frei Caneca (r. Frei Caneca, 569, Consolação, tel. 0/xx/11/3472-2226)
QUANDO: sex., 21h30; sáb., 21h, dom., 19h. Até 28/11
QUANTO: de R$ 70 a R$ 80
CLASSIFICAÇÃO: 12 anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário