quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Hiroshima e Nagasaki: Homenagem às vítimas terá participação de americanos

Por Luiz Raatz
Pela primeira vez, os EUA vão mandar uma delegação ao Japão para o aniversário dos ataques nucleares de Hiroshima e Nagasaki, que, na próxima sexta-feira, completam 65 anos.O embaixador John Ross deve representar o país na cerimônia, o que foi elogiado pelo governo japonês. No entanto, alguns dos sobreviventes dos bombardeios têm sentimentos distintos sobre o caso.“O melhor que eles teriam a fazer era pedirem desculpas. Mas duvido que isso vá acontecer”, diz Terumi Tanaka, sobrevivente de Nagazaki e secretária-geral da Confederação Japonesa de Sobreviventes a Ataques Nucleares. De acordo com oficiais americanos, enviar Ross à cerimônia era o certo a fazer. O embaixador, no entanto, não deve fazer pronunciamentos no evento.Segundo o prefeito de Hiroshima, Tadatoshi Akiba, a decisão é significante, mesmo assim. “A presença do embaixador vai fortalecer a opinião mundial contra o uso de armas nucleares e a desnuclearização”, disse. Cerca de 140 mil pessoas morreram em Hiroshima no dia 6 de agosto de 1945, ou em consequência do bombardeio. Em Nagasaki, atacada três dias depois, o saldo foi de 90 mil mortos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário