sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Power Ranger azul assume ser gay e diz que sofreu assédio na série

Por Ilustrada
O ator David Yost, 41, revelou ao site No Pink Spandex que deixou o seriado televisivo "Power Rangers", um dos hits infantis dos anos 90, porque foi discriminado após assumir ser gay. Na série, Yost interpretou Billy Cranston, o Power Ranger azul, entre 1993 e 1996, além de repetir o papel em um filme de 1995. Na entrevista, feita durante o Anime Festival Orlando 2010, o ator disse ainda que deixou o seriado porque foi discriminado e assediado moralmente. "Eu era chamado de 'bicha' muitas vezes pelos criadores, produtores, roteiristas e diretores", afirma.
Segundo Yost, alguns dos colegas de elenco eram chamados para falar sobre a sexualidade dele."Foi uma experiência humilhante descobrir isso", disse. Yost contou ainda que, após deixar a série, sofreu um colapso nervoso e lutou para aceitar a própria sexualidade. Após deixar "Power Rangers", Yost praticamente não trabalhou mais na indústria do entretenimento. Neste ano, ele deve fazer o seu retorno no filme "Degenerate".

Nenhum comentário:

Postar um comentário