sábado, 28 de agosto de 2010

Produtor diz que Power Ranger Azul era "um pé no saco"

Por Redação Terra
Scott Page-Pagter, produtor de 450 episódios do seriado Power Rangers, disse ao site TMZ que o ex-Power Ranger Azul David Yost, que recentemente revelou ser gay, não deixou o programa por homofobia, e que a saída de Yost foi devido a discordâncias sobre o pagamento. O produtor afirmou se lembrar de Yost por ele ser "um pé no saco". "Yost e mais dois atores estavam ganhando um bônus além do seu salário. Quando os outros dois deixaram o programa, a produção queria parar de dar o bônus a ele, e isso acabou levando a ele também sair do programa", explica Pagter. Quando o Ranger Azul assumiu a homossexualidade, disse que saiu do programa por que estava farto de ser ridicularizado por membros da equipe. "Eu não sei porque ele está dizendo isso, mas ele era o único com quem ninguém se dava bem. Ele era um pé no saco", afirma o produtor. A Sabian Entertainment, empresa produtora dos Power Rangers, não fez nenhum comentário oficial sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário