quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Em data histórica, Chile começa a resgatar mineiros

Por Luisa Pécora
Após 69 dias de espera, uma noite histórica. Às 23h08 de terça-feira teve início o resgate dos 33 homens presos na mina San José, no Chile, uma história dramática que chamou a atenção de todo o mundo e que promete ter um final feliz. Foi uma longa espera. A terça-feira foi de ansiedade e nervosismo no acampamento Esperança, onde familiares vivem desde o acidente, e as informações desencontradas sobre o horário em que começaria o resgate fizeram a tensão aumentar. Autoridades afirmaram que a operação começaria às 20h, depois “a partir das 18h” e, ainda, às 22h. Enquanto isso, jornalistas aguardavam em uma plataforma de observação e familiares se dividiam pelo acampamento: os mais próximos assistiam a tudo em um local fechado para a imprensa; os demais acompanhavam a transmissão ao vivo em telões ao ar livre e dentro da cafeteria. A comoção ganhou força no momento em que o paramédico Manuel Gonzáles entrou na cápsula Fênix e desceu 622 metros, até encontrar os mineiros no refúgio onde ficaram presos desde 5 de agosto. Foram muitos aplausos e gritos de “Chi Chi Chi Le Le Le”, o ‘hino’ preferido dos chilenos. Depois de 16 minutos, Gonzáles chegou ao refúgio e cumprimentou os mineiros, uma imagem impressionante transmitida ao vivo para todo o mundo.Após receber algumas orientações do paramédico, Florêncio Ávalos, o primeiro mineiro a ser resgatado, entrou na cápsula Fênix e, cerca de 15 minutos depois, às 0h10, chegou à superfície a salvo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário