sábado, 16 de outubro de 2010

Green Day conquista o Rio após 12 anos

Por Vicente Seda - IG
Um show ensaiado, repleto de hits e executado à perfeição. Foi esta a impressão que o Green Day deixou doze anos após a última passagem pelo Rio de Janeiro. Mas talvez seja este o único defeito da apresentação da banda. Boa parte das brincadeiras de Billie Joe Armstrong se repetem a cada cidade visitada, não são espontâneas. Age, muitas vezes, como um apresentador. Ainda assim, não há como questionar a consistência do grupo com um raro talento de transitar com autoridade por gêneros bem distintos: o pop e o punk. O show na HSBC Arena, na Barra da Tijuca, foi o segundo da passagem dos californianos pelo país, que ainda terá duas paradas (Brasília e São Paulo). Com casa lotada, eles tocaram por cerca de 2h40 com um repertório muito bem selecionado e covers divertidos, como "Shout", do Isley Brothers. Armstrong mostrou também uma desenvoltura ímpar ao interagir o tempo todo com a platéia, em estilo distante do que mostrou na cidade no fim da década de 90. O baixista Mike Dimt e o baterista Tré Cool dão conta do recado, mas passaram a maior parte do show como coadjuvantes do carismático Armstrong.

Nenhum comentário:

Postar um comentário