quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"Vips" é o grande vencedor do Festival do Rio

Por Ilustrada
O júri do Festival do Rio escolheu "Vips", dirigido por Toniko Melo, como o melhor longa-metragem de ficção deste ano. O filme ganhou ainda os prêmios de melhor ator e atriz coadjuvantes e de melhor ator para Wagner Moura. Em "Vips", Wagner Moura vive Marcelo Nascimento da Rocha, que assume personalidades distintas para alcançar seus objetivos. O filme era a mais cara produção entre os concorrentes e foi produzido pela O2, de Fernando Meirelles.Além dele, também foi premiado "O Senhor do Labirinto", baseado na história de Artur Bispo do Rosário, como melhor longa para o júri popular. O estreante Charlie Braum ganhou o prêmio de melhor direção por "Além da Estrada", uma coprodução entre Brasil e Uruguai. O prêmio de melhor atriz foi Karine Teles, protagonista de "Riscado", escrito e dirigido por seu marido Gustavo Pizzi. A comédia "Elvis & Madonna", de Marcelo Lafite, foi eleita a de melhor roteiro. A produção paulistana "Boca do Lixo" ficou com dois prêmios técnicos, montagem e fotografia. Entre os documentários, "Positivas" foi escolhido pelo voto popular e "Diário de uma Busca" ganhou o troféu Redentor, concedido pelo júri. O júri do festival foi composto pela atriz Bruna Lombardi, pelos produtores Leonardo Monteiro de Barros e Jorge Sanchez e teve como presidente o cineasta Gustavo Dahl.

Nenhum comentário:

Postar um comentário