domingo, 3 de abril de 2011

Jair Bolsonaro critica sexualidade de Alexandre Mortágua

Por Paulo Sanseverino Mais um capítulo da novela "Bolsonaro". O deputado Jair Bolsonaro do Partido Progressista (PP-RJ), fez novas revelações bombásticas em sua entrevista a Rádio Eldorado/ESPN de São Paulo, afirmou que o meio em que Alexandre Mortágua filho do ex-jogador Edmundo com a ex-modelo Cristina Mortágua fez com que ele virasse gay. "Ele mesmo falou que para ele foi tudo muito fácil porque, desde criança, todas as amizades da mãe dele eram gays e só conversavam sobre homem, e ele disse que participava dessas conversas e acabou experimentando”. O estudante ao saber das asneiras de Bolsonaro respondeu, "Não disse que foi o meio que me fez experimentar. Ele disse que não entendeu a pergunta do CQC e por isso fez aquela infeliz declaração provando o quanto é racista e preconceituoso. Agora eu acho que ele tem sérios problemas com interpretação de texto, falei que em casa tudo aconteceu naturalmente. Não foi por causa das conversas da minha mãe. Essas conversas quebraram o tabu sobre a homossexualidade. Virou um assunto fácil de conversar, de se lidar", explicou seu comentário. "Prá mim, preconceito é retardo mental de um nível absurdo onde a pessoa não tem condições de assumir um cargo político ou uma posição de tamanha importância na política nacional", terminou ao bombardear o deputado com seus comentários preconceituosos. Não deixe de acompanhar os capítulos da nova novela do Brasil - Bolsonaro: o preconceito mora aqui

Um comentário:

  1. É muito fácil você esta num grupo de amigos e dizer: ‘eu não tenho nada contra, é normal’, mas vai ver dois bigodudos se enroscando pra ver o asco que dá.
    http://expectativazero.blogspot.com/

    ResponderExcluir